Versão para impressão Enviar por E-mail
banner_antonio_osorio

 

 

Biblioteca Nacional de Portugal

Serviço de Actividades Culturais

Campo Grande, 83

1749-081 Lisboa

Portugal


Tel. 21 798 20 00
Fax 21 798 21 40
Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar

 

Informações

Serviço de Relações Públicas
Tel. 21 798 21 68 / 21 38
Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar



António Osório - Mostra documental e doação de espólio

MOSTRA DOCUMENTAL | 6 de Fevereiro a 1 de Março de 2008 na Sala de Referência | Entrada Livre

 

antonio_osorio_thumbRealizou-se a 13 de Fevereiro a cerimónia de assinatura do Termo de Doação do Espólio do Poeta António Osório à Biblioteca Nacional de Portugal (BNP). Em representação das partes assinaram o Doador e o Director-Geral da BNP, Jorge Couto. 

António Gabriel Maranca Osório de Castro, de seu nome completo, nasceu em 1933 em Setúbal, afirmando-se profissionalmente no exercício da advocacia onde chegou a ocupar o cargo de bastonário da Ordem dos Advogados entre 1984 e 1986. O seu percurso profissional incluiu ainda a participação na administração da Comissão Portuguesa da Fundação Europeia da Cultura e a presidência da Associação Portuguesa para o Direito do Ambiente. Dirigiu a Revista de Direito do Ambiente e do Ordenamento do Território, que fundou, e é director de Foro das Letras, revista da Associação Portuguesa de Escritores-Juristas. Colabora regularmente com crónicas no J.L.- Jornal de Letras, Artes e Ideias.

A sua actividade literária inicia-se em 1954, como colaborador da revista Anteu, mas é apenas na década de 70 que publica o seu primeiro livro de poesia, A Raiz Afectuosa, que “determina em boa parte a tonalidade de uma voz que se assume como vocação primordial, íntima e natural para uma espécie de canto da criação e do mistério da vida e da morte, do animal e do humano”, inflectindo o percurso do que na época se tinha como modernidade (in Dicionário Cronológico de Autores Portugueses, vol. VI, 1999).

Com mais de vinte títulos publicados, muitos dos quais também traduzidos, revelou a cumplicidade da arte poética com a linguagem da pintura na colaboração com nomes maiores desta área, como Manuel Cargaleiro ou Júlio Pomar, que ilustram obras de sua autoria.

No entanto, não são apenas os testemunhos da actividade literária de António Osório que vão integrar os fundos do Arquivo de Cultura Portuguesa Contemporânea da BNP, pois a generosa doação engloba ainda documentos de outros ilustres membros da família: cartas de Cecília Meireles a Maria Valupi, nome literário de Maria Dulce Lupi Cohen Osório de Castro; de Camilo Pessanha a Ana de Castro Osório, entre outros.

Assinalando esta cerimónia, uma mostra apresentou alguns dos documentos que integram a doação: fotografias do Doador, de Ana de Castro Osório e filhos, de Camilo Pessanha, de Alberto Osório de Castro, de Maria Valupi, de Cecília Meireles, entre outras; uma carta de Cármen de Burgos (Madrid) a Ana Castro Osório, 2 cartas manuscritas de Camilo Pessanha a Ana de Castro Osório (1893) e uma desta para aquele, um cartão de Cecília Meireles a Dulce de Castro Osório (1940), o dactiloscrito da carta-poema Dulce querida, de Cecília Meireles. A mostra realçou ainda o percurso literário do Poeta António Osório, incluindo os principais títulos publicados, traduções e textos premiados, convites e recordações de múltiplos recitais de poesia e lançamentos em que participou; a mensagem que lhe foi enviada pelo Presidente Jorge Sampaio aquando da homenagem ao autor, em Novembro de 2005. Apresentaram-se,  também, alguns exemplos da sua colaboração na imprensa escrita (por exemplo, no Jornal de Letras, Artes e Ideias e uma entrevista ao Diário de Notícias) e as suas obras ilustradas de que se destacam Inquirição=Enquete, com Ilustração de Pedro Cabrita Reis, Ofício dos touros, ilustrado por Júlio Pomar, Adão, Eva e o mais, com Manuel Cargaleiro.

Cada uma das 5 vitrinas da mostra foi ‘epigrafada’ por uma tela original que, de Mário Botas a Graça Morais, testemunham a diversidade de emoções suscitadas pelas palavras do poeta.

 

 

antonio-osorio_72 antonio-osorio-2_72 alberto-osorio-de-castro ana-de-castro-osorio
antonio-osorio-de-castro-e-camilo-pessanha camilo-pessanha cecilia-meireles maria-valuppi