Versão para impressão Enviar por E-mail
historia_global_banner

 

 

Biblioteca Nacional de Portugal

Serviço de Actividades Culturais

Campo Grande, 83

1749-081 Lisboa

Portugal

 

 

Informações

Serviço de Relações Públicas
Tel. 21 798 21 6821 798 21 68

Fax 21 798 21 38
Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar

 

 

 

 

 

 

fcsh3

 

 

 


 


História Global e História dos Impérios

CICLO DE SEMINÁRIOS | março - maio | 17h00 - 19h00 | Sala de Formação | BNP

 

O principal objectivo do seminário consiste em exemplificar diferentes modos analíticos de proceder em história global e dos impérios. A sua ambição, mais  geral, é a de se constituir em foro de uma discussão destinada a estabelecer as bases para se poder pensar historicamente os processos de globalização, a começar pelos processos de construção dos impérios. Para alcançar este objectivo, vários laboratórios, simultaneamente temáticos e metodológicos, serão explorados, ao longo de dez sessões: das investigações em curso à leitura de textos de referência; da história comparada às questões do nacionalismo ou dos estudos de área, do colonialismo aos problemas da modernização.

 

Diogo Ramada Curto

 

Próximos Seminários . . . . . .

 

23 de maio
Teresa Furtado | Defesa dos trabalhadores coloniais - militarização e propaganda das zonas económicas de Angola.

30 de maio

Franco Tomassoni | Trajetórias hegemónicas no tardio império português: o petróleo angolano entre desenvolvimentismo e ‘novos liberalismos’.

 

. . . . . . Seminários anteriores

 

2 de março
Aula inaugural na FCSH, Auditório 1

Sebastian Conrad | Global Transformations in Time during the Nineteenth Century

7 de março

Diogo Ramada Curto | História Global e História dos Impérios: nota introdutória.

 

14 de março

Leitura de Frederick Cooper | Para que serve o conceito de globalização? O ponto de vista de um historiador de África, Histórias de África: Capitalismo, Modernidade e Globalização, trad. Bárbara Direito (Lisboa: Edições 70, Colecção “História e Sociedade”, 2016), pp. 173-210; Idem, “Desenvolvimento, Modernização e as Ciências Sociais na era da descolonização: os exemplos da África britânica e francesa”, Histórias de África, pp. 211-261.

 

21 de março

Leitura de Barrington Moore, Jr. | As origens sociais da ditadura e da democracia, trad. Maria Ludovina Couto (Lisboa: Edições 70, Colecção “História e Sociedade”, 2010), cap. VI, pp. 329-426.

 

11 de abril

Leitura de James C. Scott | Authoritarian high modernism, seeing like a state: How certain schemes to improve the human condition have failed, (New Haven: Yale University Press, 1998), pp. 87-102; Idem, “Compulsory Villagization in Tanzania: Aesthetics and Miniaturization”, Seeing Like a State, pp. 223-261.

 

18 de abril

Leitura de Giovanni Arrighi e Beverly J. Silver | Chaos and governance in the modern world system (Minneapolis: University of Minnesota Press, 1999), pp. 1-36, 95-150.

 

2 de maio

Leitura de James Mahoney | Long run development and the legacy of colonialism in Spanish America, American Journal of Sociology, Vol. 109, No. 1 (July 2003), pp. 50-106; Mathew Lange, “Structural Holes and Structural Synergies: A Comparative-Historical Analysis of State-Society Relations and Development in Colonial Sierra Leone and Mauritius”, International Journal of Comparative Sociology, vol.  44, n.º 4 (2003), pp. 372-407.

 

9 de maio

Bernardo Pinto da Cruz | Leprosy prophylaxis in Angola: how to measure the infrastructural power of the Portuguese colonial state.