Versão para impressão Enviar por E-mail
bronte_banner

 

 

Biblioteca Nacional de Portugal

Serviço de Actividades Culturais

Campo Grande, 83

1749-081 Lisboa

Portugal

 

Informações

Serviço de Relações Públicas
Tel. 21 798 21 68

Fax 21 798 21 38

Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar

 

Horário

2.ª - 6.ª 09h30 - 19h30

sáb.  09h30 - 17h30

 

 

Folha de sala (brevemente)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Apoio: 


Irmãs Brontë: 200 anos

MOSTRA | set. - dez.’18 (datas a anunciar) | Sala de Referência | Entrada livre
COLÓQUIO | 25 out.’18 | Auditório | Entrada livre

As irmãs Charlotte (1816-1855), Emily (1818-1848) e Anne (1820-1849) Brontë, filhas de Patrick Brontë (1777-1861) e Maria Branwell (1783-1821), nasceram no início do século XIX, com dois anos de intervalo entre si, e ficaram conhecidas como romancistas e poetisas, tendo publicado as suas obras em datas próximas e, como era aliás comum na época, sob pseudónimos masculinos, cujas iniciais são as das respetivas autoras (Currer Bell, Ellis Bell e Acton Bell). Em 2016, 2018 e 2020 celebramos, respetivamente, os bicentenários dos nascimentos das três escritoras, pelo que o CETAPS (Centre for English, Translation and Anglo-Portuguese Studies) e a Biblioteca Nacional de Portugal (BNP) assinalam este ano essas efemérides através de uma mostra bibliográfica e de um colóquio, a 25 de outubro de 2018 na BNP.

Entre as várias obras publicadas pelas autoras, basta recordar títulos como Jane Eyre (1847), o mais conhecido romance de Charlotte, Wuthering heights (1847), a única narrativa ficcional de Emily, e Agnes grey (1847) e The tenant of Wildfell Hall (1848), de Anne. Em 2017, celebrámos ainda os 170 anos da publicação dos três primeiros romances, e este ano lembramos os 170 anos da edição de The tenant. Em 1846, os poemas das três irmãs haviam saído na antologia Poems by Currer, Ellis, and Acton Bell, que contém 19 poemas de Charlotte e 21 de cada uma das outras irmãs, embora a obra lírica tenha tido pouco sucesso imediato e seja menos conhecida. Em 1857, a publicação da biografia de Charlotte, The life of Charlotte Brontë, da autoria de Elizabeth Cleghorn Gaskell, (1810-1865), tornou-se também uma obra inovadora, na medida em que uma romancista de renome publicava uma biografia de uma sua antecessora.

O colóquio e a mostra bibliográfica pretendem, assim, divulgar a obra e a vida das autoras num evento que assinala o nascimento das três irmãs e a publicação das suas obras.

A organização da mostra e do colóquio está a cargo de Rogério Miguel Puga (CETAPS, NOVA-FCSH).