Colecções
Versão para impressão Enviar por E-mail

 

 

Sala de Leitura de Cartografia


Horário
2.ª a 6.ª Feira, das 09h30 às 17h30
Requisições de leitura até às 17h00
Sábados - Encerrado

Serviços complementares
Fotocópia, a pedido, até às 17h00

 

Contactos
Tel. 21 7982049 / 50

Fax 21 7982138
Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar

Mapas e plantas


A coleção de mapas avulsos é constituída por cerca de 5.500 espécies, impressos e manuscritos.

Do núcleo de manuscritos destacam-se, entre outros, a carta náutica do Atlântico Norte, em pergaminho, datada de ca de 1550 e atribuída a Lopo Homem; o mapa do Reino de Portugal, também em pergaminho, e a Carta da Correição de Santarém, ambos atribuídos a João Teixeira Albernaz, I, e datados de cerca de 1640; ou, de época mais tardia, a Vista e perspectiva da Barra Costa e Cidade de Lisboa..., da autoria de Bernardo de Caula, de 1763.

Nos mapas impressos merecem referência especial várias edições das primeiras imagens impressas de Portugal, da autoria de Álvares Seco; de África, por Filippo Pigafetta; da América, por Guillaume de L'Isle; e da Ásia, por Francisco António Cardim; ou, ainda, outros mapas impressos de autores portugueses e de circulação mais restrita, como é o caso da Carta da fronteira entre o Alentejo e a Estremadura espanhola, atribuída a João Teixeira Albernaz, I, impressa cerca de 1644.

 

Este núcleo regista ainda a existência de vários mapas de Portugal, dos sécs. XVII e XVIII, da autoria de importantes autores estrangeiros, como Gilles Robert de Vaugondy, Johann Baptist Homann, Carel Allard, Guillaume de L'Isle e Vincenzo Coronelli.