Versão para impressão Enviar por E-mail

 

 

Biblioteca Nacional de Portugal

Serviço de Actividades Culturais

Campo Grande, 83

1749-081 Lisboa

Portugal

 

 

Informações

Serviço de Relações Públicas
Tel. 21 798 21 68

Fax 21 798 21 38
Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar

 


Para se achar facilmente o que se busca: bibliotecas, catálogos e leitores no ambiente religioso (séc. XVIII)

LANÇAMENTO | 25 maio '15 | 18h00 | Auditório BNP | Entrada Livre

Apresentação do livro de Fernanda Maria Guedes de Campos por Ana Isabel Buescu

Estudar as bibliotecas religiosas no Antigo Regime significa entrar num universo que ao longo de séculos se construiu e organizou, acompanhando, nos momentos de apogeu e de declínio, a vida das comunidades regulares. Conhecer os livros que se liam é, naturalmente, o caminho mais imediato para descobrir essas bibliotecas. Ficam, porém, em aberto, algumas questões fundamentais, sobretudo se se considerar que, em Portugal, até ao final do século XVIII, estas eram as maiores, as mais completas e as mais estáveis colecções de livros no país.

O objectivo deste livro consiste, precisamente, em abordar a biblioteca religiosa pelo lado da sua estrutura organizacional e pela relação com os seus leitores. Analisam-se catálogos de distintas bibliotecas, elaborados no século XVIII e inícios do XIX, para se percepcionarem princípios e regras sobre a ordem dos saberes, que se verifica serem consentâneos com os utilizados noutros países mas quase sempre adaptados à colecção específica e ao espaço disponível. Por outro lado, atendendo a que a finalidade da ordem dos livros é permitir que o leitor ache facilmente o que busca, complementa-se o estudo com os testemunhos da posse e uso dos livros, inscritos em exemplares de proveniência conventual que se encontram nas colecções da Biblioteca Nacional de Portugal.

Reconstituem-se, assim, aspectos possíveis do quotidiano das bibliotecas, reconhecendo práticas na organização das colecções e, no que toca aos anónimos leitores e leitoras, desvendando, nos vestígios deixados nos livros, a importância da leitura no ambiente religioso.